Criada em 1947 com o nome de Sponsa Christi, por dirigir-se especialmente às Religiosas da Igreja Católica, a Revista logo despertou o interesse de um público mais amplo, de Religiosos em geral, Sacerdotes, Leigos e Leigas, que buscavam uma fonte segura para perfazer seu caminho de crescimento espiritual. Em 1967 a Revista passou a chamar-se Grande Sinal, publicando textos de leitura espiritual, experiências diversas na área da espiritualidade e da pastoral, notícias sobre a vida da Igreja e novidades editoriais. Neste tempo em que testemunhamos um retorno à espiritualidade e à redescoberta da mística, a Grande Sinal propõe-se como um instrumento propício à divulgação de temas que incentivem a reflexão acerca da espiritualidade, nos seus mais amplos aspectos. Que contribua com a discussão e o aprofundamento de temas da atualidade, incentivando, através da sadia troca de saberes, do diálogo e da abertura às mais candentes questões humanas, o crescimento espiritual e o desenvolvimento de uma religiosidade dialogal e inclusiva.

 

Políticas de Seção

Os artigos enviados para as seções Nosso Tema e Reflexões serão indexados e avaliados pelos pares. A avaliação é realizada no sistema blind review.

Os artigos enviados para a seção “Nosso Tema” deverão estar de acordo com o tema proposto para a edição.

A seção “Reflexões” acolhe artigos sobre assuntos variados, atendendo ao perfil da Revista.

 

Processo de Avaliação pelos Pares

Os avaliadores são selecionados pela Equipe Editorial da revista e atuam como avaliadores ad hoc.

Após a avaliação, o autor será notificado se:

  1. Aprovado ou rejeitado o texto;
  2. Houver necessidade de modificações.

 

Periodicidade

Semestral.

 

Política de Acesso Livre

O acesso ao conteúdo é livre e imediato.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração.

 

Declaração de Direito Autoral

Os autores cedem os direitos autorais; como gratificação, a GS oferece um exemplar ao Autor de um artigo.

A GS adere à licença não comercial (Creative Commons). Portanto, é permitida cópia, distribuição e exibição dos textos, respeitados os direitos autorais e citada a fonte de sua proveniência.